11/01/2016

Papo de artesã - Uso indevido de imagens

Hoje vim abordar com vocês um assunto que deixa muitas artesãs de "cabeça quente" na internet: O uso indevido das imagens de seus trabalhos.
As redes sociais viraram uma grande "janela de vendas" pra quem vive do artesanato, porém, essa mesma "janela" trouxe muitos transtornos.
Você compartilha as imagens de seus trabalhos para alcançar um número maior de clientes e essa imagem se espalha pela net. Pessoas compartilham de você, outras pessoas compartilham das pessoas que já compartilharam de você (entendeu né) e assim vai. E isso é muito bom pra quem vive de vendas, principalmente se você adotou o carimbo digital nas suas fotos, a chamada "marca d'agua".
Pois além da foto do seu trabalho você também leva para pessoas que não lhe conhecem, seu nome.

Mas, nem tudo são flores, todo bônus tem seu ônus. E um dos lados negativos da facilidade da internet é que, infelizmente, existem muitas pessoas que agem de má fé e se apoderam de suas imagens, repostando-as e assumindo os créditos. Muitos fazem álbuns nas redes com dezenas, centenas de imagens de trabalhos alheios e fingem ser artesãos para aplicar golpes. Oferecem as peças, o interessado paga o sinal e o falso vendedor desaparece, muitas vezes até trocam de perfil.

E esse tipo de gente acaba "ferindo" a imagem dos verdadeiros artesãos, afinal, quem foi vítima desse golpe, ou ouviu falar, fica com medo de arriscar, perde a confiança em comprar via internet e os artesãos honestos perdem a chance de ter um novo cliente.

Imagens sem marca d'agua, são "presas" fáceis para os esterionatários, mas, muitos não se intimidam com o nome dos verdadeiros donos da imagens e usam programas de edição para apagar essas marcas, porém acreditem, tem uns que se quer se dão a esse trabalho. Oferecem trabalhos com nomes de terceiros e mesmo assim, conseguem vítimas.

Há porém pessoas que são realmentes artesãos e que usam trabalhos encontrados na net para oferecer a seus clientes, alguns que defendem essa prática argumentam que não é viável para eles produzirem e fotografarem todas as peças  que sabem fazer, então, usam as imagens de outras artesãs apenas para mostrar para os clientes o que elas podem encomendar.

O problema é que muitas artesãs abominam essa prática e não querem ver seus trabalhos sendo oferecidos por outras pessoas. É facil encontrar desabafos do tipo:

"Me matei pra fazer a peça aí a fulana pega a imagem do meu trabalho e sai oferecendo como se fosse dela e ainda põe um preço bem abaixo do meu"

"A fulana só tem foto de outras artesãs no album dela"

"A  fulana apagou meu nome das minhas fotos, agora oferece o trabalho como se fosse dela"

"Fui pedi pra ela retirar meus trabalhos do album dela e ela me bloqueou" (Esse é clássico)

De fato são situações difíceis de avaliar, Eu entendo a dificuldade de muitas artesãs em produzi peças sem encomendas so pra poder ter em seu mostruário, porém também entendo o desconforto daquelas que veem seus trabalhos utilizados indevidamente.

Entretanto eu, BYA FERREIRA, me arrisco a dá minha opinião. Estejam livres pra discordar de mim, porém sempre lembrando de respeitar .OK!

Pra quem vive de vendas pela internet, uma fotografia do trabalho não é apenas uma fotografia é, principalmente, sua "vitrine". Seu portfólio. Para melhorar sua "vitrine" muitos investem em câmeras fotográficas melhores, preparam cenários, há até quem contrate o trabalho de um fotógrafo profissional, afinal, muitas vezes não adianta nada ter feito uma peça linda, se você não fez uma boa fotografia para mostrar. Essa pessoa está gastando, investindo em seu trabalho. Aí vem uma artesã concorrente (Hoje em dia trabalhando pela internet qualquer pessoa que atenda sua área de atuação é sim seu concorrente) pega sua vitrine (Suas fotos) e oferece nas mesmas redes sociais que você também atua. É chato né? afinal, você gastou e outra pessoa está se beneficiado com isso sem te dá nenhum tipo de retorno.

Porém se alguém vier pedir para usar minhas fotos como mostra de peça eu autorizo. Sim, autorizo! E vou explicar porque antes que me condenem e me chamem de contraditória.

Eu não trabalho com vendas, as peças que crio são para aulas. Portanto, não considero ninguém que trabalhe com vendas como concorrente, por isso permito com algumas exigências:


  1. É fundamental que a pessoa tenha minha permissão, não é só pegar minhas fotos e postar, quero que venha falar comigo para eu saber quem está fazendo
  2. Não autorizo, de forma alguma a retirada dos meus créditos, autorizo a usar minhas fotos, mas, não autorizo a assumi a autoria dos meus trabalhos
  3. Deixar bem claro que o trabalho não é seu, não precisa dizer: O trabalho é da Bya! porém não quero compactuar com uma certa falta de ética sua com seus clientes.
Mesmo autorizando eu quero deixar claro que eu não concordo com a prática, pois, mesmo que o dono da foto permita há um outro lado da situação: A do cliente. 
Se eu vejo um produto por fotos e compro algo, eu quero aquilo que eu estou vendo e quem é artesão sabe que é impossível fazer um trabalho igual ao de outro artesão, serão sempre diferentes.
Portanto quando eu receber se não tiver igual ao da foto eu irei reclamar e não adianta vim explicar que o da foto não era seu, se não era seu então porque estava oferecendo?

Quando eu trabalhava com encomendas um quesito da minha política de vendas era:
Não aceito encomenda de trabalhos de terceiros, mesmo que o cliente traga a foto, afinal, eu não posso garanti fazer exatamente igual ao que o cliente está mostrando, então não me comprometo.

Com tudo isso é uma opinião pessoal, espero que meu ponto de vista sobre esse assunto tenha ficado claro.

Um resumo final é: Eu, como dona da foto, até autorizo (desde que respeite minhas exigências) mas,  eu como cliente,  não concordo. Se é de você que irei comprar, então quero ver o seu trabalho.

Bom pessoal é isso. 
Tentei fazer um texto claro (Não sei se consegui) não quero ofender ninguém, como disse, entendo ambas as posições e espero que vocês entendam a minha. 

Beijos e até a próxima!!

1 Recados:

  1. Ola Bya, só me apercebi das mãos maravilhosas que tem há pouco tempo, e da maneira como explica, acredite que me despertou o prazer de aprender crochê, e nao é k já consigo fazer coisas k eu própria até me custa acreditar, muitos e muitos Parabéns, um bem haja, nunca desista das lindas lindas maos k tem, obrigada, bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e comentário. Se seguiu o blog é só deixar o link que eu retribuo!!!

 
Bya Ferreira - Crochet Designer © - crochet designer
Desenvolvido por Heart Ideas – soluções criativas.